domingo, 9 de setembro de 2012

Émile Durkheim (1858–1917)

 Frances, com formação em direito, também em economia, mas se dedicou muito a Sociologia, sempre procurando desmistificar o conceito e consciência da vida coletiva. Em vida, foi um dos fundadores da escola francesa de Sociologia. Grandemente reconhecido por sua teoria do conceito da Coesão Social (1) 


(1) - Coesão Social: Termo que representa as forças que mantém os homens juntos em sociedade e que lhes permite viver num certo consenso e ordem social.


Conceituava que o Homem é um Animal selvagem que evoluiu, tornou-se humano e sociável, com capacidade de exercer habilidades, aprender os costumes e caracterizar-se no seu grupo social para conviver com o grupo.Com conceitos inovadores foi considerado o pai da Sociologia Moderna. Uma obra fundamental de Durkheim foi As Regras do Método Sociológico (1895).        

Aspectos teóricos da sociológica de Durkheim:
  • Existem fenômenos sociais que devem ser analisados e demonstrados com técnicas especificamente sociais;
  • A sociedade era algo que estava fora e dentro do homem ao mesmo tempo, graças ao que se adotava de valores e princípios morais;
  • As pessoas se educam influenciadas pelos valores da sociedade onde vivem;
  • A sociedade está estruturada em pilares, que se manifestam através de expressões (conceito de estrutura);
  • Divisão do trabalho social: numa sociedade cada indivíduo deve exercer uma função específica, seguindo direitos e deveres, em busca da solidariedade social. Desta forma, pode-se chegar ao progresso e avanço para todos.
Algumas Obras:
  • A divisão do trabalho social (1893);
  • As regras do método sociológico (1895);
  • O suicídio (1897);
  • A educação moral (1902);
  • As formas elementares da vida religiosa (1912);
  • Lições de Sociologia (1912)
Algumas Frases:
  • “É preciso sentir a necessidade da experiência, da observação, ou seja, a necessidade de sair de nós próprios para aceder à escola das coisas, se as queremos conhecer e compreender”. - Émile Durkheim
  • “Nosso egoísmo é, em grande parte, produto da sociedade”. - Émile Durkheim
  • “Não há... senão diferenças de um certo gênero que tendem..uma para a outra; são aquelas que em lugar de se opor e de se excluir, se completam mutuamente”. - Émile Durkheim
  • O papel do Estado, com efeito, não é exprimir, resumir o pensamento irrefletido da multidão, mas sobrepor , a esse pensamento irrefletido, um pensamento mais meditado e, por força, diferente. É, e deve ser, foco de representações novas, originais, as quais devem por a sociedade em condições de conduzir-se com maior inteligência que quando é simplesmente movida dos sentimentos obscuros, a agir dentro dela”. - Émile Durkheim
Alguns Pensamentos:
  • Nosso mal-estar político decorre, pois, da mesma causa de nosso mal-estar social: a ausência de quadros secundários intercalados entre o indivíduo e o Estado.
  • O papel do Estado, com efeito, não é exprimir, resumir o pensamento irrefletido da multidão, mas sobrepor, a esse pensamento irrefletido, um pensamento mais meditado e, por força, diferente. É, e deve ser foco de representações novas, originais, as quais devem por a sociedade em condições de conduzir-se com maior inteligência que quando é simplesmente movida dos sentimentos obscuros, a agir dentro dela.
  • As regras do método estão para a ciência como as regras do direito e dos costumes para a conduta.
  • Montesquieu não classificou as sociedades, mas antes os modos como são governadas. Desta forma, ele simplesmente utilizou as categorias tradicionais com ligeiras modificações. Distinguiu três tipos: a república - que inclui aristocracia e democracia -, a monarquia e o despotismo. Comte o criticou por deixar de lado o plano estabelecido no início do livro e retomar uma concepção aristotélica.
  • A liberdade, da forma como concebe Rousseau, resulta de um tipo de necessidade. O homem é livre apenas quando uma força superior se impõe a ele, desde que, todavia, seja aceite essa superioridade e que sua submissão não seja obtida por mentiras e artifício. Ele é livre se for contido. Porém, a energia que o segura deve ser real e não uma mera ficção como a desenvolvida pela civilização.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário